marina e as flores

E

sta foto foi realizada com uma câmera Wisner Technical Expedition 8×10″. É uma field camera, não uma view: feita de madeira e construída de forma que dobra-se em forma de uma pequena maleta para facilitar o transporte. Mais leve, sua contrução tinha em mente a paisagem, sendo seus movimentos mais restritos do que os de uma view camera. O filme foi Polaroid, e com ele podia-se estourar os brancos e reter-se as sombras intactas, resultando neste efeito de desenho: a modelo parece estar flutuando no nada.

marina-caz-rosas07
Marina Caz, Polaroid 805, luz de teatro, Rodenstock 360mm f/8

Este é também um exemplo do que se pode fazer com o foco em uma câmera de grande formato. Coloquei o foco nos olhos da modelo e inclinei o plano da lente um pouco para a frente, colocando o plano de foco nos olhos e mãos. A abertura alargou o campo em foco, mas como estava inclinado, o fez em direção aos ombros, como era a intenção. Só se pode fazer isso com um equipamento de grande formato. As lentes Tilt-Shift para as atuais DSLR só conseguem corrigir perspectiva.

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *